Livros

Heitor

Sylvia Loeb

editora terceiro nome

Terceiro livro da psicanalista quer mostrar “o preço que pagamos para sair da selvageria” e coloca em cena um homem sofisticado e cruel com sua mulher, filhos e empregados. “A literatura é um caminho para um maior número de pessoas ter acesso ao projeto proposto pela psicanálise: o de aprofundar a intimidade com a própria subjetividade, sempre encoberta pelo inconsciente”, diz Sylvia. Em Heitor, o mal aparece em algumas de suas inúmeras formas.
É escancarado e excessivo, multiplicando-se vertiginosamente, como costuma acontecer no caso desses exageros. Quem se relaciona com o personagem central não sai incólume – ele humilha seus próximos e se compraz dessa atitude, mesmo estando paralisado por…

Contos do divã

Sylvia Loeb

editora terceiro nome

O que há de literatura numa sessão de psicanálise? Entre quatro paredes, dois sujeitos enfrentam palavras e silêncios, revelações e resistências, tramas de desejo, sofrimento e angústia. São histórias assim que a psicanalista Sylvia Loeb relata em Contos do Divã. No sentido inverso dos textos técnicos, a autora optou pela ficção como forma de capturar o assombro e os impasses que pontuam esse encontro. A partir da relação entre analista e analisando, ela faz uma literatura das paixões humanas.

Amores

Sylvia Loeb

editora terceiro nome

A psicanalista Sylvia Loeb cria instantâneos da vida cotidiana em que as personagens são flagradas no momento exato em que o embate amoroso, com seus gozos e tombos, se dá – entre os seres, no interior dos seres. Neles, angústias, desejos, silêncios, dores e pulsões de vida e morte são transformados em literatura pela pena habilidosa e se