Written by

Tenho vontade de trair meu companheiro.

Sylvia Responde| Views: 25

Querida Sylvia

Tenho filhos criados e um namorado que gosto muito, mas não mora aqui. Desejo ter parceiros casuais ou eventualmente me encontrar com um ex- companheiro. Mas acho muito difícil levar relações simultâneas. Isso se passa com muitas mulheres? Haja culpa de dispor do corpo de acordo com a fantasia!  Doralice



Doralice,

Os relacionamentos tradicionais baseados no amor romântico não se sustentam mais; calcado em idealizações, as decepções são imensas, as traições são mais correntes, principalmente nas mulheres, pois quanto mais competentes elas se tornam, mais coragem têm de se abrir para novas experiências. Isso inclui dispor do próprio corpo da maneira que desejam. Nos deparamos, porém, com outro componente, a culpa: você diz claramente - , “Haja culpa de dispor do corpo de acordo com a fantasia”!

Culpa e sexualidade sempre estiveram associados em nosso imaginário. Fomos criados em um caldo de cultura de amor romântico, onde a sexualidade deveria ser provida dentro de um único e exclusivo relacionamento. Ora, o que vemos e sempre víamos, mas fingíamos não ver, é que a sexualidade esfria depois de um tempo. As decepções surgiam, a resignação também.

A sexualidade é livre, o desejo é livre, eles não obedecem a regras impostas pela cultura. O conflito entre desejo e normas culturais gera muita culpa, pois implica em transgressão do que aprendemos. Se isso acontece com outras mulheres?

Creio que sim, cada vez mais.

O desejo é sempre ameaçador, sempre gera culpa, pois quebra com preceitos tradicionais.

Viver é perigoso, nos diz Guimarães Rosa.

Amar é perigoso, dizemos nós.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *